O Município

Dados do município.

Dados do município/localização

Fundação: 11/09/1890
Emancipação Política: 11 DE SETEMBRO DE 1890
Gentílico: JAGUARUANENSE
Unidade Federatíva: CEARÁ
Mesoregião: JAGUARIBE
Microregião: BAIXO JAGUARIBE
Distância para a capital: 183,00

Dados de características geográficas

Área: 867,25
População estimada: 32239
Densidade: 37,17
Altitude: 20
Clima: NAO INFORMADA
Fuso Horário: UTC-3
Jaguaruana é um município brasileiro do estado do Ceará, localizado no Vale do Jaguaribe. Muito conhecida como "terra da rede".
A data da sua criação é 4 de Setembro de 1865, sendo instalada em 4 de Março de 1866. Toponímia de Onça Preta. Variação toponímicade união.

Chamou-se primitivamente de Caatinga do Góis, depois União e finalmente o nome atual. Suas origens remontam às primeiras décadas da segunda metade do Século XVIII, quando em 1771, Dona Feliciana Soares da Costa, viúva de Simão de Góis, doou terras para construir a primitiva capela. Com essa doação, além da capela, geraram-se em torno de sua liderança precedentes gregários dos quais se formaria o Município de Jaguaruana.

Durante cerca de setenta anos, são escassas as referências sobre a evolução desse reduto, o que, entretanto, não exclui o seu crescimento que o colocaria em estágio de progresso. Com o advento da Lei Geral de 1830, que autoriza a criação de Distritos de Paz na Província, a povoação de Catinga de Góes figura no elenco das que seriam contempladas. Como forma de dar cumprimento ao disposto contido na Lei Geral, tem-se como instrumento de execução a Lei de 3 de dezembro de 1832, originária da Câmara Municipal do Aracati, ficando a instalação na dependência de autorização governamental. Essa autorização, no entanto, deixaria de ser expedida, considerando para tanto estar curada a capela da povoação, conforme se deduz de Ofício Presidencial datado de 23 de janeiro de 1833.

As primeiras manifestações de apoio eclesial datam do ano de 1761, quando da doação do patrimônio respectivo, feita por D. Feliciana Soares da Costa. Essa doação consta de escritura pública, lavrada no Cartório de Lázaro Lopes Bezerril, Tabelião do Aracati em 6 de Outubro de 1761. A capela, que terá sido edificada cerca de quatro anos antes do registro cartorário, a expensas de D. Feliciana, tem como padroeira Nossa Senhora Santana. Tem-se como instrumento de criação da Freguesia, a Lei nº 1.083, de 4 de dezembro de 1863, e canonicamente sacralizada a 19 de dezembro do mesmo ano. Consta como seu primeiro vigário o padre Alexandre Corrêa de Araújo Melo, natural do Aracati e empossado a 31 de janeiro de 1864. Outros religiosos marcantes que passaram pela paróquia de Santana: Côn. Agostinho José de Santiago Lima, Padre Marcondes, Padre Façanha (do Céu) e Padre Raimundo Barbosa (atual).
O carnaval de Jaguaruana é a manifestação cultural que mais traz pessoas para ao município[carece de fontes]. Tendo como eventos mais tradicionais o mela-mela que é realizado na avenida e na praça central do município, com festejos acontecendo com bandas de axé, onde os foliões utilizam para sua diversão spray de espuma, farinha de trigo e maisena, e a Festa no Rio Jaguaribe que é realizada no período da manhã a beira do Rio Jaguaribe, agitada por bandas de axé e as clássicas marchinhas carnavalescas no trio elétrico. Desde 2010 teve início a micareta Jaguar Fest.
Três famílias se destacam na política de Jaguaruana: (a) Jaguaribe, tendo Francisco (Chico) Jaguaribe sido prefeito do município 4 vezes e seu filho Raimundo Francisco 2 vezes; (b) Almeida, prefeito Joaquim Rebouças de Almeida, José Milton de Almeida (vice-prefeito) e por fim José Augusto de Almeida sendo prefeito por três mandatos (dois consecutivos) e que desde 1992 se elege e elege prefeitos no município, ficando conhecido como o homem que bota e que tira (seu Zé botou, seu Zé tirou); (c) Barbosa, Manezinho Barbosa foi prefeito 3 vezes e sua neta Ana Teresa foi eleita nas últimas eleições (2012). Nas eleições municipais de 2016, o candidato Roberto da Viúva ganhou a eleição da então prefeita Ana Teresa.
O município possui 14 unidades básicas de saúde para pronto atendimento a população divididas em comunidades da zona rural e urbana. No Centro da cidade se encontram um posto de saúde e o Hospital e Maternidade Nossa Senhora da Expectação.

HINO DE JAGUARUANA

I
Na corrente do verbo aumentar
Os teus filhos estão sempre a clamar
Sob a paz deste céu cor de anil
Construindo o Brasil
O Ceará também fica mais forte
Com o apoio do teu grande porte.

REFRÃO

Jaguaruana, Jaguaruana,
Tu nasceste, nasceste de pé
Jaguaruana, Jaguaruana,
És a flor das cidades, és a glória
Tua bandeira, nosso símbolo
Nossa alma, nossa vida, nosso amor
És a pátria, mãe querida
Nosso berço, nosso escudo, nossa luz.

II

Nos teus campos o branco se agita
No teu seio a cultura se evolui
Na tua margem, no espelho das águas
A visão de um novo mundo
Tuas palmeiras que o vento balança
E tuas redes são nossa esperança.

REFRÃO

Jaguaruana, Jaguaruana,
Tu nasceste, nasceste de pé
Jaguaruana, Jaguaruana,
És a flor das cidades, és a glória
Tua bandeira, nosso símbolo
Nossa alma, nossa vida, nosso amor
És a pátria, mãe querida
Nosso berço, nosso escudo, nossa luz.

Letra: Eduardo Alberto de Holanda
Melodia: Eduardo Alberto de Holanda

BRASÃO DE JAGUARUANA


BANDEIRA MUNICIPAL


NOTÍCIAS

#Esporte | 11 DE OUTUBRO DE 2021

Na participação na 9° Corrida Vila Isabel Eco Running com as equipes “Run Bora” e “Jaguar Running”.

#Esporte | 11 DE OUTUBRO DE 2021

No treinamento da Seleção Cearense na cidade de Fortaleza.

#AssistênciaSocial | 08 DE OUTUBRO DE 2021

Para os orientadores sociais do CRAS e CREAS além dos visitadores do Programa Criança Feliz.

#Saúde | 08 DE OUTUBRO DE 2021

Pelo desempenho na atenção básica no 2° quadrimestre de 2021.

#AssistênciaSocial | 08 DE OUTUBRO DE 2021

O programa tornou-se política pública permanente na gestão do prefeito Elias Oliveira.

Qual o seu nível de satisfação com essa página?


Muito insatisfeito

Um pouco insatisfeito

Neutro

Um pouco satisfeito

Muito satisfeito